Notícias

Centro de Serviços Alvenius

Visando aprimorar as atividades nos canteiros de obras, otimizar espaços nos pipeshops, minimizar índices de acidentes/ajustes, preservar o solo e agilizar a montagem das tubulações, a Alvenius apresentou aos instaladores o conceito de “fabrication”, algo difundido massivamente na América do Norte, Europa e Ásia.

Trata-se da pré-produção em fábrica das tubulações para que elas possam ser entregues prontas na obra, possibilitando que os instaladores foquem apenas na montagem dos tubos, posicionando nos locais previamente definidos pelos projetistas.

Tal solução, denominada Centro de Serviços, já provou que gera expressivos resultados também nos empreendimentos nacionais, sendo, inclusive, adotada como novo padrão de operação para relevantes instaladoras brasileiras.

Segundo Guilherme Teixeira, Coordenador de Marketing da Alvenius, o fato da empresa sempre estar próxima de sua cadeia de fornecimento, especialmente aos projetistas e instaladores, permite que a companhia identifique gargalos técnicos/operacionais para buscar o aprimoramento das atividades no mercado.

Diante disso, ao longo de sua trajetória e experiência adquirira em canteiros de obras, observou-se a necessidade de facilitar o trabalho dos instaladores, transferindo o serviço artesanal feito em campo pela industrialização dos processos.

Especificamente em sistemas de combate a incêndio, no geral, são montados pipeshops na obra para preparar as extremidades dos tubos, executar ajustes, aplicar pinturas e até mesmo estocar produtos. Tudo isto gera um maior custo com mão de obra, necessita de espaço (que muitas vezes são escassos) e até mesmo precisa de uma atenção extra com a vigilância sanitária, pois o solo deve ser preservado de componentes agressivos, como tintas, antirespingo de solda, rebarbas etc.

A partir deste cenário, acendeu-se a luz da oportunidade em apresentar uma solução viável economicamente e que, acima de tudo, representasse uma melhoria substancial no trabalho dos instaladores, superando, inclusive, a qualidade do resultado. O Centro de Serviços Alvenius vem superando tais expectativas.

Como o processo demanda uma densa engenharia, a Alvenius introduziu ao seu modelo de trabalho um software específico, chamado SprinkCAD, que colabora na adequação dos projetos, sugerindo soluções e “conversando” diretamente com a produção automatizada das tubulações.

O processo envolvido no Centro de Serviços é simples, contínuo e com margens mínimas de erro, deixando tudo fluir sem percalços.

As peças já vêm etiquetadas de fábrica, deixando apenas a cargo do instalador seguir exatamente o que o projeto diz, associando ao respectivo adesivo: simples, prático, sem erro, rápido e objetivo.

Figura 1: Fluxograma de Processos do Centro de Serviços Alvenius.

Guilherme acrescenta que os objetivos da Alvenius na implementação do Centro de Serviços são:

  • Agregar valor ao portfólio das empresas envolvidas.
  • Industrializar a mão de obra.
  • Reduzir o número de operários em campo.
  • Facilitar a operação do instalador.
  • Minimizar os riscos ambientais no canteiro de obra.
  • Otimizar a cadeia de fornecimento (Engenharia, Fabricação e Instalação).
  • Identificar precisamente a localização dos materiais na instalação.

Tais objetivos resultam nos seguintes benefícios:

  • Agilizar o processo de montagem em campo.
  • Diminuir o espaço necessário na obra.
  • Reduzir o índice de erros em campo.
  • Minimizar a necessidade de locação de equipamentos e insumos.
  • Reduzir o custo final instalado.

Segundo Guilherme, o Centro de Serviços Alvenius, em associação a uma instaladora séria, comprometida e profissional, torna-se uma alternativa palpável ao Brasil, uma vez que números comprovam que as vantagens oferecidas superam toda e qualquer resistência/paradigma que possa existir em se tratando de sistemas tubulares (proteção contra incêndio, ar condicionado e utilidades).

 

Mangueiras Flexíveis para Sprinklers

Imagine que você tenha um empreendimento o qual precisa fazer adequação de layout, gerando remanejamento na posição dos sprinklers. Ou mesmo, imagine um forro com muitas interferências que necessita ser instalado um sistema de sprinklers.

Normalmente isso exigiria muitas horas de trabalho e um alto custo de planejamento e execução, pois sistemas usuais não são flexíveis quando se refere a ajustes.

As Mangueiras Flexíveis para Sprinklers são largamente utilizadas ao redor do mundo em substituição as costumeiras tubulações rígidas roscadas tipo “caneta”.

Pelo fato de serem flexíveis, essas mangueiras para bicos de sprinkler possibilitam movimentações no forro, sem a necessidade de mexer nas tubulações e ramais do sistema de proteção contra incêndio, gerando vantagens tanto na montagem quanto durante a operação do empreendimento.

Guilherme Teixeira, Coordenador de Marketing da Alvenius, salienta que os principais benefícios no uso das mangueiras flexíveis para sprinklers são:

  • Facilita o ajuste no forro;
  • Ajuda em eventuais reconfigurações de layouts;
  • Reduz significativamente a mão de obra;
  • Diminui consideravelmente o prazo de execução da obra;
  • Minimiza potenciais retrabalhos;
  • Facilita o alinhamento dos sprinklers;
  • Supera os padrões der qualidade.

De acordo com a aplicação, as mangueiras podem ser trançadas (braided) ou sem trança (unbraided). Todas elas estão embasadas na NFPA (National Fire Protection Association) e ASTM (American Society for Testing and Methods).

As mangueiras flexíveis para sprinklers, em média, adotam comprimentos que variam de 0,70m até 1,80m, suportam pressão de trabalho de até 200 Psi (13,8 Bar) e tem saídas rosqueadas de ½” e ¾”.

No entanto, Guilherme reforça a importância de se optar por fabricantes que garantem a qualidade do produto por meio de aprovações reconhecidas, e sugere que os clientes busquem empresas que estejam de acordo com a UL e a FM para as mangueiras com trança e UL para as sem trança.

Esta é a solução perfeita para o empreendimento que precisa de agilidade e diversidade na instalação.