Notícias

Adutora emergencial galvanizada e unida por Acoplamentos: Solução viável para crises hídricas

Situações de crise, com escassez de recursos tanto naturais quanto financeiros, motiva-nos a sugerir e implementar soluções coerentes à realidade momentânea. Exemplo disso está neste nosso case, onde descrevemos fornecimentos ao Nordeste de tubos de aço carbono, galvanizados e unidos pelos acoplamentos K, detalhando todas as vantagens na implementação deste tipo de tubulação.

Este nosso Estudo concorreu no Prêmio Brasil Galvanizado em 2017.

Descrição do Projeto

Sabe-se que a seca do Nordeste é um problema que se estende há décadas e gera inúmeras deficiências socioambientais, trazendo um baixo IDH e sofrimento às famílias que vivem nestas condições, além de desenvolvimento nulo da região afetada.
Oferecer soluções duráveis, rápidas e com custo/benefício vantajoso – como as adutoras emergenciais galvanizadas – ultrapassa uma simples relação comercial entre compra e venda de produtos. Entra a questão social e humanitária, ao saber que por causa destas tubulações, pessoas são salvas da sede e da fome, podendo viver com maior dignidade.

Adutoras galvanizadas são comumente utilizadas em projetos de irrigação ou para transporte de águas pluviais em viadutos, indústrias e edifícios. No entanto, esta aplicação em tubulações emergenciais que suprem a crise hídrica brasileira se tornou fato inédito e de sucesso nos anos atuais.

O caso abaixo aborda recentes fornecimentos da Alvenius ao Nordeste Brasileiro, cujas entregas foram adutoras aéreas de tubos em aço carbono com costura helicoidal, galvanizados a fogo e unidos por acoplamentos mecânicos.

As dimensões dos tubos variaram nos diâmetros de 419mm, 521mm e 622mm com espessuras de 3,00mm, 3,00mm e 4,75mm respectivamente. Segundo a Norma ABNT-NBR 6323, a camada média da galvanização foi de 70µm.

A escolha do sistema de tubos galvanizados e unidos por acoplamentos se deu pela série de benefícios técnicos, operacionais e econômicos que ele proporciona, uma vez que durabilidade, resistência mecânica, facilidade na montagem, agilidade na entrega e baixo custo de aquisição e manutenção foram pontos essenciais para que o projeto tivesse êxito.

Galvanização no Projeto

Neste projeto, 100% das tubulações de aço foram galvanizadas através do processo de imersão a quente, onde o fato da peça ser revestida interna e externamente trouxe benefícios essenciais para sua vida útil, pois proporciona proteção tanto do fluido, quando do ambiente.

A escolha da galvanização considerou os seguintes pontos:

  • Resistência ao ambiente externo: Tais tubulações galvanizadas estão em ambientes desabrigados e em meio a atmosferas rurais, onde sua taxa de corrosão é normalmente linear com o tempo de exposição. Considerando o fato de que a região instalada tem um baixo índice pluviométrico, pode-se concluir que a curva de corrosão externa é menos acentuada nos primeiros estágios do contato que regiões onde chove com mais frequência.
    Estudos comprovam que a velocidade de corrosão atmosférica do zinco em atmosferas rurais pode resultar em uma durabilidade de 35 a 350 anos, considerando uma camada de 70µm.(2 a 0,2 µm/ano). No entanto, para esta aplicação, foi projetada uma vida útil de 25 anos da galvanização em virtude da camada (µm) do revestimento e do fluido transportado.
  • Resistência ao fluido transportado: questão extremamente importante quando se trata de tubulações é adequar o revestimento ao tipo de fluido transportado, para que a operação do equipamento permaneça de forma plena pelo período previsto. No caso das adutoras emergenciais galvanizadas, estudos demonstraram que a galvanização resiste perfeitamente a composição química da água existente nas fontes locais.
  • Dados indicaram que os pH das águas transportadas pelas adutoras variaram entre 6 a 10, e como a abrasividade do fluido não é considerada agressiva, concluiu-se que a galvanização suportaria o trabalho demandado.
  • Durabilidade: A expectativa de vida de tubulações galvanizadas perdura por décadas, desde que para este projeto sejam mantidas as composições químicas do fluido transportado e a atmosfera rural.
  • Velocidade de aplicação: Por ser “emergencial”, o próprio nome já conota o teor de rapidez com que a solução precisa ser adotada. Como o processo de galvanização ocorre em minutos e sem depender de condições climáticas, a instalação final da tubulação é agilizada substancialmente.
  • Custo/Benefício: A galvanização a fogo possui custos competitivos se comparados a outras modalidades de revestimento, pois adota matérias primas em larga escala e processo produtivo enxuto. O transporte até o canteiro de obras dos tubos galvanizados não requer expensas adicionais, eliminando a necessidade de correções em campo. O fato de proporcionar durabilidade, proteção e vida útil expressiva faz da galvanização o melhor custo/benefício ao longo do tempo.
  • Custo menor de manutenção: Mesmo que a galvanização, em alguns casos, tenha um valor superior a outras alternativas de revestimento para transporte de fluidos, seu custo de manutenção ao longo do tempo é baixo e isso se acentua positivamente à medida em que estas adutoras emergenciais no Nordeste localizam-se em áreas afastadas.
  • Preservação ambiental: Por percorrer quilômetros de regiões não habitadas, em meio a natureza e, em alguns casos, cruzando Áreas de Preservação Permanente, o revestimento não pode possuir substâncias voláteis, tóxicas ou que de alguma forma prejudicam o meio ambiente. Característica esta que a galvanização não possui, sendo apropriada para o uso em questão.

Especificidades do Projeto

Além dos fatos mencionados no item anterior, outras questões são significativamente relevantes de destacar quando se soma o tubo galvanizado à união por acoplamentos mecânicos que seguem a norma AWWA C-606.

Proteção do revestimento: como a união neste sistema ocorre sem o uso de solda, o processo é totalmente simples e limpo de realizar. Sendo esta uma questão fundamental para que a integridade do revestimento seja mantida, não necessitando métodos especiais ou correções em campo (que se localiza em regiões remotas e de difícil acesso).

Fácil manutenção do revestimento: pelo fato da tubulação ser aérea, a manutenção do revestimento ao longo dos anos pode ser feita sem maiores desgastes operacionais e a custos inferiores.

Mobilidade: a galvanização, nas condições deste projeto, proporciona durabilidade da tubulação por décadas. E na medida em que os acoplamentos são fáceis e ágeis de se instalar, a adutora pode ser removida ou realocada a outras regiões de acordo com necessidades pontuais ou mesmo sazonalidades.

Todas estas especificidades são plenamente contabilizadas no payback do investimento, tornado extremamente vantajoso o uso dos tubos galvanizados em associação aos acoplamentos.

Portanto, este estudo de caso é um bom exemplo de que sistemas emergenciais não necessariamente precisam ter vida útil limitada. Se trabalhados com tecnicidade, coerência e seriedade, soluções definitivas podem, porquê não dizer, salvar vidas e trazer felicidade a povos que hoje sofrem; com custos coesos à realidade do país.


Por: Guilherme Teixeira

Alvenius: Fornecimento AquaMist ULF da Tyco

Alvenius AquaMist

O Brasil vem se conscientizando de que sistemas de combate a incêndio trazem não só segurança à vida e resguardam patrimônios de maneira eficaz, mas, em especial, pode adotar tecnologias que também resultam em otimização operacional dos equipamentos, com a extinção precisa da chama.

Exemplo disso é o recente fornecimento da Alvenius para o Hospital Albert Einstein, que instalou o moderno Sistema AquaMist ULF, da Tyco, na subestação dos geradores do empreendimento. O primeiro sistema bombeado de baixa pressão instalado no país.

Nele, foram entregues, instalados e comissionados os equipamentos AquaMist ULF, em conjunto com os acoplamentos grooved AlvLok nas tubulações ranhuradas.

O que é o AquaMist?

A linha de produtos AquaMist da Tyco inclui soluções Water Mist aprovadas globalmente apoiadas por mais de 100 anos de experiência em proteção contra incêndio.

A névoa de água fina gerada é projetada para extinguir incêndios ou limitar o crescimento de incêndios em um estágio inicial, dependendo do ativo a ser protegido. O AquaMist fornece controle eficaz de resfriamento em incêndios profundos em sólidos, como móveis, papéis e cabos (Classe A).

Em incêndios como lubrificantes ou combustíveis (Classe B) ou óleos de cozinha (Classe F), o AquaMist fornece extinção completa e prevenção de reignição. Em todos os casos, o AquaMist esfria a área ao redor, limitando a propagação do fogo.

Os benefícios do sistema AquaMist incluem uma redução de até cinco vezes na água necessária (quando comparado aos sistemas de sprinklers padrão), ao mesmo tempo em que fornece uma capacidade superior de combate a incêndios em incêndios Classe A, B e F.

Aquamist 02Todas as soluções AquaMist da Tyco e distribuídas pela Alvenius foram testadas pelos mais respeitados órgãos internacionais. A escolha da solução por combate através de névoa de água não é apenas extinguir o fogo, mas também proteger o conteúdo do empreendimento e minimizar os danos causados pela água. Trata-se de otimizar orçamentos, tanto dos projetistas, passando pelos instaladores, até o cliente/usuário final.

 

O Sistema AquaMist na Prática

  • Evaporação (extração de calor) é uma função da área superficial das gotículas.
  • A redução do tamanho das gotículas aumenta a área da superfície.
  • Aumento na área de superfície permite maior efeito de resfriamento para um determinado fluxo.

  • A água converte-se em vapor expandindo-se por um fator de 1650 vezes.
  • O oxigênio é deslocado e diluído, bloqueando-o da fonte de combustível.
  • Maior nível de calor provoca uma vaporização mais rápida.

  • A extinção de incêndios é impulsionada com o contato direto de gotículas de água.
  • Este tipo de extinção é normalmente associado a sprinklers padrão.
  • Parte importante da operação se a ventilação for um fator e combustíveis Classe A estiverem presentes.

  • Gotículas de água tendem a permanecer suspensas.
  • A névoa irá expandir e resfriar os gases e outros combustíveis na área.
  • Bloqueia a transferência de calor para os combustíveis adjacentes.

 
Os benefícios de um sistema WaterMist de baixa pressão incluem:

  • Menores demandas de água, traduzindo-se em menores perdas de pressão, tubos de menor diâmetro e menores custos de instalação quando comparados aos sistemas de sprinklers tradicionais.
  • Como o sistema usa apenas água, sem aditivos, ele não produz impacto ambiental.

 
Outros Benefícios:

  • Tão eficazes quanto as soluções de alta pressão.
  • Menores requisitos elétricos.
  • Inexistência de tubulação de alta pressão e acessórios.
  • Adequado para soluções independentes e instalações com fornecimento limitado de eletricidade.

Acesse aqui o resumo do fornecimento.

Acoplamento Rígido ou Acoplamento Flexível?

Estudo de Caso: Maracanã vs Itaquerão

Um questionamento frequente que a Alvenius / AlvLok recebe é em relação as diferenças envolvidas na aplicação de acoplamentos rígidos e acoplamentos flexíveis para união de tubulação ranhurada: quando usar e quais são as vantagens?

Para esclarecer alguns pontos, abaixo estão trechos do nosso case vencedor do 8º Prêmio MasterInstal. É um estudo de caso apresentando as diferenças entre os acoplamentos grooved aplicados em dois estádios da Copa do Mundo de 2014: Maracanã vs Itaquerão.

 

Contextualização

Diante da demanda por investimentos na infraestrutura do país e, especialmente, pela modernização e construção das arenas esportivas para a Copa do Mundo de 2014, a Alvenius, com o Sistema Ranhurado de acoplamentos mecânicos (Grooved System), pôde direcionar suas soluções tubulares para atender diversos estádios.

As diferentes características técnicas, particularmente do Maracanã e Itaquerão, associadas aos benefícios do uso de acoplamentos rígidos ou flexíveis, permitiram a adoção de fornecimentos distintos em relação ao modelo de produto usado.

Comparando os dois estádios em questão, a diferença na proporção usada de acoplamentos rígidos e flexíveis foi significativa, por individualidades dos projetos. Pelo fato do Maracanã ter um formato elíptico, a deflexão que os acoplamentos flexíveis permitem influenciaram para que a adoção desse modelo fosse maior (27,26%). Ao contrário do Itaquerão, que por se beneficiar de trechos lineares, usou apenas 5,17% de acoplamentos flexíveis.

Além dos benefícios implícitos existentes no uso do Sistema Ranhurado de acoplamentos, fica evidente que esta solução é válida para diferentes configurações de projeto.

A Copa do Mundo de 2014 trouxe consigo além da demanda por investimentos na infraestrutura do país, a exigência, especialmente, da modernização de suas arenas esportivas, seja através de aprimoramentos nas estruturas existentes ou mesmo na construção de novos empreendimentos.

Os estádios deveriam ser modelados com base nos padrões internacionais da FIFA em um menor tempo possível. As funcionalidades técnicas dos equipamentos deveriam respeitar as mais exigentes normas de qualidade e, inclusive, atender padrões de sustentabilidade.

Tais projetos precisariam conter atributos que os tornassem um legado positivo após o evento esportivo em questão. Ou seja, a arena deveria permanecer em atividade, com qualidade, conforto e segurança.

Diante disso, a Alvenius, com o Sistema Ranhurado de acoplamentos mecânicos e conexões grooved, pôde atender 6 dos 12 estádios selecionados para a Copa do Mundo de 2014, nas redes de proteção contra incêndio e, em alguns casos, também nas linhas de AVAC-R.

As diferentes características técnicas, associadas aos benefícios do uso de acoplamentos rígidos ou flexíveis em tubulações com extremidades ranhuradas, permitiram a Alvenius adotar fornecimentos distintos de acordo com cada exigência de projeto.

Habitualmente, o modelo de acoplamento rígido é o mais usado nos empreendimentos em relação ao modelo de acoplamento flexível, porém, pelo fato destes projetos terem características distintas e específicas, a proporção de uniões rígidas e uniões flexíveis teve considerável variação.

Estádio Solução
Maracanã Sistema Ranhurado – 27,26% de acoplamentos flexíveis
Itaquerão Sistema Ranhurado – 5,17% de acoplamentos flexíveis

Tabela 1: Modelo de acoplamento para cada estádio.

 

Sistema Ranhurado / Acoplamentos Ranhurados (conexões grooved)

A utilização de acoplamentos mecânicos para união de tubulações no Sistema Ranhado já está consolidada no mercado brasileiro, sustentada pelos milhares de projetos concluídos e que estão em plena operação não só no país, mas ao redor do mundo.

O Sistema Ranhurado é voltado para inúmeras aplicações onde transportes de fluidos são demandados. Por exemplo: redes de proteção contra incêndio, linhas de ar condicionado, tubulações de utilidade e até mesmo no transporte de materiais abrasivos e/ou corrosivos.

Figura 1: União pelo Sistema Ranhurado.

 

Tal sucesso se dá pelas vantagens técnicas, operacionais e econômicas que apresentam, se conflitadas com métodos tradicionais de união, como solda, rosca ou flange. Estes benefícios podem ser esclarecidos abaixo e divididos em duas categorias:

Vantagens Genéricas do Sistema Ranhurado:

  • Rápida montagem.
  • Facilidade de ajuste em campo.
  • Processo limpo e prático.
  • Sem solda.
  • Economia ao final da instalação.
  • Vantagens, somadas as Genéricas, que estão associadas ao modelo específico de acoplamento:
Modelo Características Específicas Foto
Rígido

AlvLok

RC03

 

–  União tão rígida quanto uma soldada

– Utiliza a mesma suportação das tubulações soldadas

Flexível

AlvLok

FC73

–  Permite deflexão

–  Absorve vibração

–  Atenua ruído

–  Permite dilatação térmica

Tabela 2: Características dos modelos de acoplamento.
 

Entretanto, especialmente nos cases do Maracanã e Itaquerão, além das vantagens genéricas do Sistema Ranhurado, as opções pelo uso de acoplamentos rígidos ou flexíveis incrementaram o leque de benefícios, havendo o direcionamento quanto ao melhor modelo a utilizar.

Abaixo são apresentadas as características técnicas de cada estádio:

Item Características Estádio
Maracanã Itaquerão
1 Dimensões 240.000 m2 185.000 m2
2 Formato Arco Linear
3 Trechos Curvados: totalizando uma volta completa Retos
4 Km de tubulação ranhurada 36,617 39,289
5 Diâmetros das tubulações grooved de 1 ¼” até 12″ de 1 ¼” até 8″
6 Aplicações Proteção contra incêndio Proteção contra incêndio
Ar condicionado
7 Deflexão média por acoplamento ranhurado 1,5 grau 0 grau
8 Quantidade de acoplamentos grooved rígidos 12.445 2.090
9 Quantidade de acoplamentos grooved flexíveis 4.664 114
10 Quantidade de derivações mecânicas 7.872 842
11 Quantidade de conexões ranhuradas 3.616 989
12 Quantidade de válvulas grooved 110 28

Tabela 3: Características técnicas dos estádios.

 

Em conjunto com as empresas de engenharia e montagem envolvidas em cada estádio, as escolhas pelas proporções dos acoplamentos foram sustentadas pelos seguintes motivos:

Estádio Acoplamento Justificativa
Maracanã Flexível A característica de deflexão deste modelo de acoplamento permitiu que o contorno do estádio fosse desenvolvido com redução do uso de curvas, ajustes nas extremidades dos tubos ou dobradeiras.
Itaquerão Rígido Pelo fato do estádio adotar o formato quadrado, uniões rígidas para longos trechos retos foram facilmente executadas por meio destes acoplamentos.

Tabela 4: Justificativas dos modelos.

 

Além dos benefícios implícitos existentes no uso do Sistema Ranhurado de acoplamentos, bem como a conclusão de que esta solução é válida para diferentes configurações de projeto, os resultados obtidos a partir da proporção dada na escolha pelos modelos são:

  • Redução considerável do uso de conexões no Maracanã, por conta da permissão de curvatura do acoplamento flexível.
  • Necessidade menor do uso das dobradeiras de tubo.
  • Redução da mão de obra em função da versatilidade dos acoplamentos flexíveis.
  • Velocidade na instalação, especialmente do Itaquerão com o uso dos acoplamentos rígidos, gerando maior produtividade.
  • Maior segurança em ambos os projetos, com a redução do uso de insumos considerados perigosos.

 

Maracanã

Itaquerão


Por: Guilherme Teixeira

 

Certifique-se que sua compra tem as qualificações exigidas (UL e FM)

Já conferiu se o produto que você compra é mesmo listado pela UL e aprovado pela FM?

Infelizmente o mercado tem presenciado sérios acontecimentos de fabricantes e distribuidores que informam ter produtos listados pela UL e aprovados pela FM, porém, na prática, isso não é fato real.

Muitas vezes o diâmetro especificado não tem a chancela qualificadora, ou mesmo o modelo todo em questão não está nos Guias de aprovação dos órgãos competentes. Isso reflete em graves consequências técnicas e legais aos projetistas, instaladores e clientes finais, fora o risco incomensurável do equipamento falhar e resultar em perdas de vidas e patrimônios.

Com o intuito de alertar a comunidade de proteção contra incêndio e orientar para melhores práticas, a Alvenius indica aos compradores de acoplamentos grooved, conexões ranhuradas, válvulas, sprinklers e sistemas de detecção e alarme de incêndio seguir o passo a passo abaixo para pesquisa.

Antes de fechar qualquer pedido de compra com o fornecedor, pesquise no site da UL e da FM se realmente os modelos da marca estão lá. Caso contrário, correrá o risco de adquirir um produto inferior, sem garantias e até mesmo falso.

  1. Pesquisar aprovações FM:
  • Entre no site: https://www.approvalguide.com
  • Crie um login e senha para acesso: processo simples e rápido.

  • No campo de pesquisa, selecione se quer buscar por empresa, por produto ou por texto e digite a palavra-chave.

  • Pronto! Sua busca trará o que de fato é verdadeiro no site oficial da FM. Exemplo abaixo da empresa Alvenius, que tem mais de 500 peças aprovadas pela FM para acoplamentos ranhurados e conexões grooved da marca AlvLok.

 

  1. Pesquisar listas da UL: 
  • Entre no site: https://www.ul.com/
  • No rodapé da Home, selecione o caminho “Online Certifications Directory”

  • Em “Company Name”, selecione “(options)”

  • Digite o nome da empresa que você quer pesquisar e clique em “Search”.

  • Pronto! Sua busca trará o que de fato é verdadeiro no site oficial da UL. Exemplo abaixo da empresa Alvenius, que tem mais de 500 peças listadas pela UL para acoplamentos ranhurados e conexões grooved da marca AlvLok.

São rotinas simples que podem ser decisivas para a escolha de um fornecedor, uma vez que produtos desqualificados comprovadamente oferecem riscos de falha, perdas de vidas e patrimônios

Valores incalculáveis estão em jogo.

Desconfie do preço barato, no final pode sair caro!

Por: Guilherme Teixeira

O que faz um tubo de aço ser confiável?

Tubos Helicoidais

Ao que parece, tubos de aço podem ser considerados simples commodities, porém existe uma série de fatores que podem tornar um produto de qualidade superior, aceitável ou inferior.

Empresas sérias, comprometidas com uma gestão da qualidade e que trabalham de forma íntegra tendem a reduzir a zero problemas relacionados a capacidade de operação das tubulações.

Antes de comprar qualquer tubo de aço, sejam eles tubos helicoidais, tubos longitudinais ou tubos sem costura, recomenda-se fortemente que o cliente analise criteriosamente as seguintes condições para aferir a conformidade da tubulação que adquirirá.

  • Procedimentos precisos: uma empresa com ISO-9001 indica que todos os processos seguem o mesmo padrão, ou seja, há níveis mínimos de erros de produção e sabe-se que a constância e a confiabilidade serão significativamente maiores do que empresas sem tal certificação.
  • Processos qualificados de solda: etapas minuciosamente elaboradas para atender os requisitos das normas de fabricação dos tubos de aço, bem como utilização de insumos, ferramentas, equipamentos e matérias primas de qualidade torna-se essencial. Aliado a soldadores treinados e certificados para que o trabalho seja executado com precisão, garantia e segurança, majorando a perfeição da entrega do produto final.
  • Experiência de mercado: organizações com décadas de sólida presença de mercado indicam que o conhecimento adquirido é satisfatório, mesmo porquê sua permanência por tanto tempo é aprovada pelos clientes através de inúmeros fornecimentos.
  • Rígidos controles de qualidade: testes hidrostáticos, análises metalográficas, inspeções visuais, ensaios destrutivos e não destrutivos, equipe dedicada e engajada demonstram seriedade para fornecer produtos de qualidade genuína.
  • Assessoria pré-venda e pós-venda: profissionais técnicos que acompanham o fornecimento desde o momento do orçamento até a instalação do produto em campo dão segurança de que a entrega não ocorre apenas por uma relação de compra e venda, mas sim com uma aliança colaborativa. Não pode haver a hipótese do cliente ficar desamparado em momento algum.
  • Matéria prima certificada: uma especificação adequada para a aquisição do aço e o uso de matéria prima de qualidade comprovada é primordial para que um tubo de aço seja fabricado adequadamente.
  • Rastreabilidade de produtos: hoje em dia existem métodos que rastreiam toda produção para acompanhamento total, visando prudência e conforto ao cliente. Isso garante que todas as etapas do processo sejam atendidas em conformidade e, caso algo fuja do esperado, saberá de onde veio e sob quais condições para reparo ágil e certeiro.
  • Garantia de espessura: algo de deveria ser prática honesta e indiscutível, infelizmente ainda é duvidosa para alguns fabricantes de tubos de aço carbono. Constantemente são observadas divergências de espessura entre o orçado/comprado vso fabricado/entregue ao cliente.
  • Fábrica limpa e organizada: tal cuidado demonstra preocupação com a ordem, qualidade e bem-estar dos colaboradores, e estas atitudes refletem substancialmente na qualidade final dos tubos de aço.
  • Capacidade fabril: considerar durante a concorrência empresas que possuem uma substancial capacidade fabril tranquiliza o comprador de que seu pedido será entregue no prazo e com a qualidade correta. Fábricas com limitado potencial de produção estão suscetíveis a atrasos devido a imprevistos ou mesmo a prazos impraticáveis.

A Alvenius é pioneira na fabricação de tubos de aço carbono com costura helicoidal no Brasil, considerada sinônimo de categoria, e GARANTE todos estes quesitos!

Antes de fazer qualquer compra, com qualquer fornecedor, exija documentação original de toda cadeia produtiva, visite as instalações do fabricante e converse com as áreas técnicas de cada empresa. Caso contrário, o barato pode sair caro.

Um tubo de má qualidade ou de empresas sem expressão pode:

  • Romper ou Estourar na solda ou na extremidade da união: além do prejuízo com a parada, gera vazamentos, ocasionando desperdiço de fluido e, dependendo da situação, contaminando o ambiente, o que resultará em enormes multas. De acordo com a pressão de trabalho, do fluido utilizado e seu impacto, pode resultar em graves acidentes, havendo perdas de vidas ou danos permanentes a arrimos de família.
  • Estar com uma espessura inferior ao comprado: a diferença entre espessuras é de milímetros, quase imperceptíveis a olho nu, mas a entrega de uma tubulação com espessura menor em relação ao especificado representa toneladas de peso, mudança expressiva da classe de pressão e durabilidade do tubo de aço. Ou seja, fabricantes sem compromisso com o cliente podem burlar e entregar um produto inferior ao que realmente foi comprado. Suspeite de diferenças de preço em grande escala.
  • Não ser entregue no prazo: a capacidade de caixa e de produção de empresas pequenas pode comprometer a entrega final dos tubos, atrasando a obra pela falta de material em campo. Em determinados casos, isso pode acarretar em multas de performance ao cliente.
  • Ou seja, correr estes riscos extremamente altos optando por fornecedores desqualificados é injustificável quando se tem empresas sérias, comprometidas e com uma proposta de valor justa concorrendo no mercado.

Fique tranquilo, escolha pelos tubos helicoidais da Alvenius.

Por: Luís Fernando dos Santos, Felipe Goes e Guilherme Teixeira.

Centro de Serviços Alvenius

Visando aprimorar as atividades nos canteiros de obras, otimizar espaços nos pipeshops, minimizar índices de acidentes/ajustes, preservar o solo e agilizar a montagem das tubulações, a Alvenius apresentou aos instaladores o conceito de “fabrication”, algo difundido massivamente na América do Norte, Europa e Ásia.

Trata-se da pré-produção em fábrica das tubulações para que elas possam ser entregues prontas na obra, possibilitando que os instaladores foquem apenas na montagem dos tubos, posicionando nos locais previamente definidos pelos projetistas.

Tal solução, denominada Centro de Serviços, já provou que gera expressivos resultados também nos empreendimentos nacionais, sendo, inclusive, adotada como novo padrão de operação para relevantes instaladoras brasileiras.

Segundo Guilherme Teixeira, Coordenador de Marketing da Alvenius, o fato da empresa sempre estar próxima de sua cadeia de fornecimento, especialmente aos projetistas e instaladores, permite que a companhia identifique gargalos técnicos/operacionais para buscar o aprimoramento das atividades no mercado.

Diante disso, ao longo de sua trajetória e experiência adquirira em canteiros de obras, observou-se a necessidade de facilitar o trabalho dos instaladores, transferindo o serviço artesanal feito em campo pela industrialização dos processos.

Especificamente em sistemas de combate a incêndio, no geral, são montados pipeshops na obra para preparar as extremidades dos tubos, executar ajustes, aplicar pinturas e até mesmo estocar produtos. Tudo isto gera um maior custo com mão de obra, necessita de espaço (que muitas vezes são escassos) e até mesmo precisa de uma atenção extra com a vigilância sanitária, pois o solo deve ser preservado de componentes agressivos, como tintas, antirespingo de solda, rebarbas etc.

A partir deste cenário, acendeu-se a luz da oportunidade em apresentar uma solução viável economicamente e que, acima de tudo, representasse uma melhoria substancial no trabalho dos instaladores, superando, inclusive, a qualidade do resultado. O Centro de Serviços Alvenius vem superando tais expectativas.

Como o processo demanda uma densa engenharia, a Alvenius introduziu ao seu modelo de trabalho um software específico, chamado SprinkCAD, que colabora na adequação dos projetos, sugerindo soluções e “conversando” diretamente com a produção automatizada das tubulações.

O processo envolvido no Centro de Serviços é simples, contínuo e com margens mínimas de erro, deixando tudo fluir sem percalços.

As peças já vêm etiquetadas de fábrica, deixando apenas a cargo do instalador seguir exatamente o que o projeto diz, associando ao respectivo adesivo: simples, prático, sem erro, rápido e objetivo.

Figura 1: Fluxograma de Processos do Centro de Serviços Alvenius.

Guilherme acrescenta que os objetivos da Alvenius na implementação do Centro de Serviços são:

  • Agregar valor ao portfólio das empresas envolvidas.
  • Industrializar a mão de obra.
  • Reduzir o número de operários em campo.
  • Facilitar a operação do instalador.
  • Minimizar os riscos ambientais no canteiro de obra.
  • Otimizar a cadeia de fornecimento (Engenharia, Fabricação e Instalação).
  • Identificar precisamente a localização dos materiais na instalação.

Tais objetivos resultam nos seguintes benefícios:

  • Agilizar o processo de montagem em campo.
  • Diminuir o espaço necessário na obra.
  • Reduzir o índice de erros em campo.
  • Minimizar a necessidade de locação de equipamentos e insumos.
  • Reduzir o custo final instalado.

Segundo Guilherme, o Centro de Serviços Alvenius, em associação a uma instaladora séria, comprometida e profissional, torna-se uma alternativa palpável ao Brasil, uma vez que números comprovam que as vantagens oferecidas superam toda e qualquer resistência/paradigma que possa existir em se tratando de sistemas tubulares (proteção contra incêndio, ar condicionado e utilidades).

 

Mangueiras Flexíveis para Sprinklers

Imagine que você tenha um empreendimento o qual precisa fazer adequação de layout, gerando remanejamento na posição dos sprinklers. Ou mesmo, imagine um forro com muitas interferências que necessita ser instalado um sistema de sprinklers.

Normalmente isso exigiria muitas horas de trabalho e um alto custo de planejamento e execução, pois sistemas usuais não são flexíveis quando se refere a ajustes.

As Mangueiras Flexíveis para Sprinklers são largamente utilizadas ao redor do mundo em substituição as costumeiras tubulações rígidas roscadas tipo “caneta”.

Pelo fato de serem flexíveis, essas mangueiras para bicos de sprinkler possibilitam movimentações no forro, sem a necessidade de mexer nas tubulações e ramais do sistema de proteção contra incêndio, gerando vantagens tanto na montagem quanto durante a operação do empreendimento.

Guilherme Teixeira, Coordenador de Marketing da Alvenius, salienta que os principais benefícios no uso das mangueiras flexíveis para sprinklers são:

  • Facilita o ajuste no forro;
  • Ajuda em eventuais reconfigurações de layouts;
  • Reduz significativamente a mão de obra;
  • Diminui consideravelmente o prazo de execução da obra;
  • Minimiza potenciais retrabalhos;
  • Facilita o alinhamento dos sprinklers;
  • Supera os padrões der qualidade.

De acordo com a aplicação, as mangueiras podem ser trançadas (braided) ou sem trança (unbraided). Todas elas estão embasadas na NFPA (National Fire Protection Association) e ASTM (American Society for Testing and Methods).

As mangueiras flexíveis para sprinklers, em média, adotam comprimentos que variam de 0,70m até 1,80m, suportam pressão de trabalho de até 200 Psi (13,8 Bar) e tem saídas rosqueadas de ½” e ¾”.

No entanto, Guilherme reforça a importância de se optar por fabricantes que garantem a qualidade do produto por meio de aprovações reconhecidas, e sugere que os clientes busquem empresas que estejam de acordo com a UL e a FM para as mangueiras com trança e UL para as sem trança.

Esta é a solução perfeita para o empreendimento que precisa de agilidade e diversidade na instalação.